segunda-feira, 19 de outubro de 2009

29. A Abertura do Quarto Selo

Aproximação ao Apocalipse ( 29 )

A ABERTURA DO QUARTO SELO




“7 Quando o Cordeiro abriu o quarto selo, ouvi a voz do quarto ser vivente dizendo: Vem!8 E olhei, e eis um cavalo amarelo e o seu cavaleiro, sendo este chamado Morte; e o Inferno o estava seguindo, e foi-lhes dada autoridade sobre a quarta parte da terra para matar à espada, pela fome, com a mortandade e por meio das feras da terra”. Apocalipse 6:7-8.


ALGO DE CRÍTICA TEXTUTAL

Vamos à palavra do Senhor; vamos abrir ali no livro do Apocalipse, capítulo 6, onde estamos estudando e espero que com a ajuda do Senhor possamos ter o tempo suficiente para considerar algumas notas que tenho aqui. Hoje chegamos ao quarto cavaleiro do Apocalipse; encontra-se em Apocalipse 6:7-8. Vamos ler rapidamente e logo voltamos sobre nossos passos. “7 Quando o Cordeiro abriu o quarto selo, ouvi a voz do quarto ser vivente dizendo: Erkou. (o mesmo que a todos os cavalos anteriores) 8 E olhei, (ali em Reina Valera, antes de “olhei” falta a “e”; no grego diz: kai eidou, “e olhei”), e eis um cavalo amarelo e o seu cavaleiro, sendo este chamado Morte; e o Inferno o estava seguindo, e foi-lhes dada autoridade sobre a quarta parte da terra para matar à espada, pela fome, com a mortandade e por meio das feras da terra”. É o Cordeiro o que diz que o livro está aberto; Ele é o que abre o livro.

UM CAVALO VERDE PÁLIDO

“Quando abriu (esse é o Cordeiro) o quarto selo”. A palavra “quarto” nos mostra uma ordem; estes selos não estão em desordem; estes selos seguem uma ordem. Quando o evangelho é rechaçado e o povo do Senhor é açoitado, então é justo diante do Senhor pagar com tribulação aos que afligem a seu povo e aos que se separam Dele; então primeiro, depois do branco, aparece cavalgado o vermelho, aquele cavalo da guerra; com guerra acontece a fome. Quando há guerra, quando a guerra prevalece, também a fome lhe segue; por isso há uma ordem; não aparece a primeira fome, aparece primeiro a guerra e depois a fome; mas também depois da fome aparece este seguinte cavaleiro aqui que se chama Morte e que o Hades lhe segue; e a cor que aqui aparece traduzida como “amarelo”, a palavra no grego é “clorós” [χλωρός], que é uma palavra que se pode traduzir mais exatamente verde pálido, amarelado, ou pálido, ou lívido, ou esverdeado, amarelo esverdeado, cinzento, como de cadáver. Em algumas passagens, em outros contextos, a palavra “clorós” se traduz inclusive “verde”, pode-se traduzir “verde”; mas não é esse verde formoso da vida o que aparece aqui neste cavalo; é esse amarelo esverdeado, esse pálido, essa cor cadavérica; alguns o traduzem “cinzento”, que é o que significa essa palavra “clorós”; não é assim bonito como na bandeira da Colômbia que diz que representa as riquezas do país; isto representa outra coisa, a mortandade, a peste. A vez passada estivemos vendo, e por isso hoje não vou repetir esses versículos que na vez passada lemos, a respeito dessas três pragas que sempre aparecem: a espada, a fome e a pestilência; sempre aparecem juntas e quase sempre aparecem nessa ordem: espada, fome e pestilência. A espada referida ao cavalo vermelho; a fome referida ao cavalo negro, e a pestilência referida ao cavalo pálido, ou lívido, ou amarelado; digamos “amarelo” com esse contexto.

UM CAVALEIRO CHAMADO TÁNATOS

Agora, aqui não aparece só a pestilência; a pestilência é só uma parte deste cavalo; este cavalo digamos começa com a pestilência, levando a espada; como vocês o podem ver aqui onde temos lido, aparece de novo a espada, aparece de novo a fome, mas aparece a mortandade; ou seja, pode haver guerra, mas a guerra leva a morte; pode haver fome, mas a fome leva a morte; pode haver pestilência ou mortandade ou enfermidade e isso leva a morte. Aqui a palavra que aparece como “mortandade”, pode-se traduzir também como “peste” como “pestilência”. Quando no nome do cavaleiro se chama “Morte”, no original grego se chama “tánatos” [θάνατος] terminada com a letra ómicron [ο] e a letra sigma [ς], mas onde diz “mortandade”, diz “tanato” [θανάτω], terminando com a letra ômega (ω); então esta mortandade é também mortandade de morte; a pestilência e a mortandade estão relacionadas e o mesmo a Morte. Morte, pestilência, enfermidade, até cadáver. Aqui estamos vendo a ordem destas palavras.

Tenho uma série de versículos aqui que oxalá pudéssemos ter o tempo para podê-los ver, mas queria mostrar o que a palavra do Senhor ensina do por que há mortandade; não sei se vou conseguir ler todos, mas pelo menos os vou dizer. Aqui há várias razões na Bíblia pelas quais aparece a mortandade; uma delas é a seguinte: Aparece mortandade por se irritar a Deus e por incredulidade; isso está em Números 14:11-12; são palavras do Senhor: “11 Disse o SENHOR a Moisés: Até quando me provocará este povo e até quando não crerá em mim, a despeito de todos os sinais que fiz no meio dele? 12 Com pestilência o ferirei e o deserdarei; e farei de ti povo maior e mais forte do que este”. Então vemos que o Senhor fere com mortandade por causa de que Ele é provocado, às vezes até por seu próprio povo, e também não se acredita nele, apesar dos sinais que Ele deu. Ele dá essas duas razões: “Até quando me provocará este povo? Até quando não crerá em mim?”

O QUARTO SER VIVENTE: UMA ÁGUIA VOANDO

Então esse cavalo que é portador aqui de mortandade, é o quarto cavalo, é o amarelo. O primeiro cavalo que é o evangelho, foi anunciado pelo primeiro ser vivente semelhante a um leão; o segundo com rosto de bezerro anunciou a espada; o terceiro com rosto de homem foi o que anunciou a fome, porque a economia do homem vem a desastre; mas este quarto cavalo é anunciado pelo ser vivente que é semelhante a uma águia voando. A águia representa aos profetas na palavra do Senhor; a águia representa a visão profética e este ser vivente que é semelhante a uma águia, é o quarto ser vivente; ele tem uma visão e vê além daqui desta terra; este ser vivente vê qual é o nome desse cavalo, ele é o que o mostra, ele é o que representa essa ordem de Deus: erkou, ou seja, põe-se a andar, anda; Deus permite a esse cavaleiro da Morte e o Hades que lhe segue, andar. O quarto ser vivente é o que anuncia a cavalgada desse cavalo; o quarto ser vivente é a águia voando, ou seja, exercendo seu ministério, sua soberania, exercendo sua função, e ele é quem está mostrando o que é a Morte, que já se sai desta terra, e o que é o Hades.

A MORTE E O HADES

Aí aparecem duas coisas que às vezes por algumas pessoas são confundidas como uma, mas são dois, são a “Morte e o Hades”; como também aparecem estes dois em Apocalipse 20:13-14: “Deu o mar os mortos que nele estavam. A morte e o além entregaram os mortos que neles havia. E foram julgados, um por um, segundo as suas obras. 14 Então, a morte e o inferno foram lançados para dentro do lago de fogo. Esta é a segunda morte, o lago de fogo”. A Morte e o Hades serão lançados ao lago de fogo. Havia mortos na Morte e mortos no Hades. A palavra do Senhor nos fala das portas da morte e nos fala das portas do Hades, e não são a mesma coisa. Quando morreu aquele Lázaro do relato de Lucas 16, do rico Epulão, que morreu primeiro Lázaro, diz que Lázaro foi levado pelos anjos ao seio de Abraão; foi levado; quer dizer que há uma distância entre o momento que parte e o momento que chega; não apareceu no seio de Abraão, mas sim foi levado a seio de Abraão. E também aquele rico se encontrou no Hades; a Bíblia fala da Morte e do Hades; sempre estão juntas estas duas expressões. O Senhor tem as chaves da Morte e as chaves do Hades, e aqui há um cavaleiro que se chama “Morte” e o Hades lhe segue; quer dizer, os mortos continuam para o Hades ou vão parar no Hades, mas existem as portas da Morte e as portas do Hades.

A respeito da Morte, na Bíblia se fala de várias coisas; na Bíblia se fala da Morte, a respeito da sombra da morte. Vou dar os versículos porque não os posso ler hoje, mas para que fique registrado e vocês o possam revisar depois. Os versículos que falam de “sombra da morte” são: Jó 3:5, Jó 10:21-22, Jó 24:17, Jó 28:3, Jó 34:22, Salmos 23:4, Salmos 44:19, Salmos 107:10,14, Isaías 9:2, Jeremias 2:6, Jeremias 13:16, Mateus 4:16 e Lucas 1:79; todos estes versículos são os que nos falam da “sombra dessa morte é um aspecto: sombra de morte; outro aspecto são as “portas da Morte”; fala em plural, não é uma porta, mas sim a pessoa está na vida, morre e passa a primeira porta da Morte, mas não diz que é uma porta, a não ser portas. Para passar da vida à Morte é uma porta, e para passar da Morte ao Hades é outra porta; por isso se fala das portas da Morte. A Bíblia também fala das câmaras da Morte; por isso fala em plural: “câmaras” e “portas”.

Onde fala das portas da Morte são os seguintes versículos: Jó 38:17, Salmos 9:13 e Salmos 107:18, esses são os versículos que nos falam das portas da Morte; de maneira que existem “sombra de Morte” e “portas da Morte”. O versículo que nos fala das “câmaras da morte” é Provérbios 7:27: “A sua casa é caminho para a sepultura e desce para as câmaras da morte”. Temos que fazer o estudo de tudo o que a Bíblia revela a respeito da Morte; às vezes nós temos uma idéia simples porque não seguimos atentamente todos os versículos que falam do assunto. Também a Bíblia fala das “ondas da Morte” Isso está em 2 Samuel 22:5: “Porque ondas de morte me cercaram, torrentes de impiedade me impuseram terror”.

A Bíblia fala também das ligaduras e dos laços da morte; isso aparece em Salmos 18:4-5, Salmos 116:3, 2 Samuel 22:6, Provérbios 13:14 e Provérbios 14:27. Estes são os versículos que falam das ligaduras ou dos laços da morte. Também se fala das dores da morte; isso está em Atos 2:24; as dores da morte. Também nos fala do “pó da morte”. A primeira vez que Deus menciona a morte e o pó é em Gênese: Pó é e ao pó voltará; isso está em Gênese 2:17 e Gênese 3:19, mas também se refere ao “pó da morte” no Salmos 22:15.
Então fixem-se em todas as coisas relativas à morte: a “sombra da morte”, “as portas da morte”, “as câmaras da morte”, “as dores da morte”, “as sombras da morte”, “o pó da morte”, “as ligaduras e laços da morte”. Também aparecem “os terrores a morte” isso está em Salmos 55:4. Também em Hebreus 2:14 se nos fala do “império da morte”. Em Jó 18:13 nos fala do “primogênito da morte”; se você ler o contexto saberás quem é o primogênito da morte: os vermes. A pessoa começa a apodrecer e lhe saem vermes. Se leres o contexto, esse é o “primogênito da morte”.

Também a Bíblia fala da morte como pastor, a morte pastoreando às pessoas; isso está em Salmo 49:14. Vale a pena com estes agrupamentos de versículos, ler minuciosamente; eu não tenho o tempo de fazer; eu o estudei toda a semana, mas não o podemos ler esta noite, mas vou dando para que fiquem registrados e depois os irmãos os possam revisar com mais cuidado. De todas estas coisas fala a Bíblia; ao cavaleiro desse cavalo se chama “Morte”, mas existem “as portas da morte”, “a sombra da morte”, “as ligaduras ou laços da morte,” “o primogênito da morte”, “os terrores da morte”, a morte pastoreando.

POTESTADE SOBRE A QUARTA PARTE DA TERRA

O Cordeiro à destra do Pai, a quem o Pai lhe disse: sente-se à minha destra para que ponha a todos seus inimigos por estrado de seus pés, Ele é o que abre o livro, que desenvolve o programa para submeter sob novelo dos pés de Cristo todas as coisas e para derrubar toda potestade e senhorio que se levanta contra Cristo. O primeiro que Ele faz é enviar a cavalgar o cavalo branco do evangelho, mas as pessoas não o recebem, então envia o cavalo da perseguição, a morte, e a guerra, o vermelho; depois então lhe segue o cavalo negro: a fome, e a esse, à fome lhe seguem as enfermidades, as debilidades, as epidemias, as mortandades; então todas estas coisas estão incluídas aqui nesse quarto cavalo. Vocês podem olhar ali que aparecem todas estas coisas; no versículo 8 do capítulo 6 diz: “e foi dada”, ou seja à Morte, “foi dada potestade sobre a quarta parte da terra”; graças a Deus que não é sobre toda a terra neste momento.

Recorde-se que os selos são antes das trombetas e as trombetas antes das taças; por lá nas trombetas já não é a quarta parte, é a terceira parte, mas aqui é a quarta parte. Os selos se desenvolvem nas trombetas e as trombetas se completam nas taças; por isso quando você lê as taças, os julgamentos são consumados.

Quando lêem as trombetas apenas os julgamentos são anunciados no momento do julgamento, mas enquanto os selos, estes cavalos estão cavalgando da ascensão de Cristo ao longo de toda a história da Igreja, cavalgando nessa direção; os selos cavalgam em direção às trombetas. Quando termina o sétimo selo se abrem as trombetas. Quando está na sétima trombeta, derramam-se as taças; ou seja, os selos cavalgam para as trombetas e das trombetas se consuma seu julgamento anunciado nas trombetas, com as taças. Então, vocês podem ver para cá que o segundo cavalo era a espada, mas aparece também no quarto; o terceiro cavalo era a fome, mas aparece no quarto e já no quarto lhe acrescenta mais, depois da palavra fome e espada. Diz: “foi dada potestade sobre a quarta parte da terra, para matar com espada, (esse é o segundo) com fome, (esse é o terceiro, e agora é o quarto) com mortandade e com as feras da terra”.

RAZÕES DE DEUS SOBRE A MORTANDADE

Agora, vou lhes dar outros versículos, outras razões que Deus explica na palavra, de por que há mortandade. A primeira vez que aparece a palavra “mortandade” na Bíblia é em Êxodo 12:13, no momento da páscoa; os que não estavam sob o sangue do cordeiro, estavam sujeitos à mortandade; isso é muito importante entender. Em Êxodo 30:12 também Deus explica que o povo deve ter o pagamento do resgate para não estar sujeito à mortandade; é o mesmo princípio chamado do versículo anterior, sob o sangue do cordeiro ou sob o resgate, o povo se livra da mortandade. A mortandade vem quando a gente não está sob o sangue, nem foi resgatada ou redimida; aí estão as razões primeiras quando aparece pela primeira vez a palavra “mortandade”; as razões primeiras que aparecem na Bíblia para a mortandade é não estar sob o sangue do cordeiro nem resgatado. Logo vimos já em Números 14:11 onde Deus explica que por provocá-lo e por serem incrédulos, vem a mortandade. Em Números 16:46; é um versículo que vale a pena ler; vou ler apenas alguns, mas vou citar todos os que tenho; só vou ler alguns especiais. Números 16:46; está o Israel na jornada de Queelata onde aconteceu a contradição de Corá, e ali nesse contexto diz o verso 46: “Disse Moisés a Arão: Toma o teu incensário, põe nele fogo do altar, deita incenso sobre ele, vai depressa à congregação e faze expiação por eles; porque grande indignação saiu de diante do SENHOR; já começou a praga”. Aqui vemos o mesmo princípio: para que a mortandade pare, necessita a expiação.

Sem o sangue do cordeiro da páscoa há mortandade, sem o resgate há mortandade, sem a expiação há mortandade; terá que entender por que Deus permite à mortandade cavalgar sobre as páginas da história da humanidade; e estamos vendo os versículos que dão as razões pelas quais Deus permite que haja mortandade. Não teremos que ver essa palavra “mortandade” e passar rápido; teremos que ver por que razões Deus deixa cavalgar para a mortandade. Sigamos tendo em conta então outros versos. Números 31:16 diz que há mortandade por causa da prevaricação. Em Deuteronômio 28:21 na lista das maldições dos que não seguem ao Senhor com fidelidade aparece a mortandade; entre as maldições aparece a mortandade.

Primeiro explica Deus por que viriam bênçãos: se a gente receber Sua palavra e a gente o seguir, as conseqüências são as bênçãos; se a gente se apartar, não tem em conta Sua palavra, então vêm as maldições; entre essas maldições aparece aqui em Deuteronômio 28:21, a mortandade.

Em Josué 22:17 ali diz que a mortandade veio pela maldade de Peor. Vocês recordam o banquete do Baal-peor, ali quando houve aquele ecumenismo, quando o povo do Senhor se mesclou com as moabitas, começaram a fornicar e a oferecer sacrifícios aos ídolos das moabitas e das medianitas; então por causa disso veio mortandade. Quando parou a mortandade? Quando Finéias julgou o pecado, então Deus parou a mortandade. Enquanto o pecado não é julgado a mortandade pode cavalgar. Erkou, ou seja, vêem, cavalga; não é a tradução: “vêem e olhei”, a não ser “vê, anda, põe-se a andar”; isso é o que diz o grego.

Em 1 Samuel 6:19 há outra razão pela qual há mortandade: veio mortandade aos filisteus porque foram atrevidos em olhar a arca; quer dizer, quando as coisas sagradas se tomam descuidadamente, sem reverência, sem santidade, então vem a mortandade; manipular as coisas santíssimas de maneira suja, imunda, natural, carnal, conduz a mortandade; a mortandade veio sobre os filisteus porque olharam a arca descuidadamente; com sua curiosidade natural colocaram a mão, então lhes veio a mortandade, vieram-lhes tumores, vieram-lhes ratos que os mordiam, de tal maneira que jogaram a arca, que se devolva, e puseram tumores de ouro e ratos de ouro para expiar sua temeridade. Pela temeridade de tratar coisas santas sem cuidado, sem reverência, vem mortandade.

A IDOLATRIA TAMBÉM CAUSA MORTANDADE

Outra razão: 2 Crônicas 28:5; a razão que aparece ali é a idolatria; por causa da idolatria, Deus permite cavalgar para a mortandade. Agora, a idolatria não é somente adorar bonecos de pau, de gesso, de ouro, bonecas, não; algo que ponhamos em primeiro lugar antes que o Senhor, algo pelo que sigamos nos afastando do Senhor por seguir a isso, isso chama a mortandade. Devemos nos voltar sempre ao Senhor; que o Senhor seja o primeiro, que não haja nenhum ídolo entre o Senhor e nós porque de outra maneira a palavra mostra aqui em 2 Crônicas 28:5 que mortandade vem também por causa da idolatria. O Salmo 106:15,28, também relacionado com o anterior, diz que a mortandade vem pelos desejos desordenados; quando temos um desejo que não podemos controlá-lo e nos desordena a vida, quer dizer, voltamo-nos escravos desse desejo, não podemos controlá-lo; claro que o natural tem desejos naturais, mas quando é desordenado, quando não podemos controlá-lo com domínio próprio, isso é outra das causas da mortandade.

Amós 4:10 diz que Deus permite a mortandade com o objetivo de que a gente se volte para Deus. Deus permite a mortandade para que a gente se volte para Deus. Habaque 3:5,8 é uma profecia que fala da segunda vinda de Cristo, mas diz que antes de vir Cristo há algo que vem diante de seu rosto e diz que é a mortandade.

Leiamos o contexto de Habaque 3:3-5,8: “Deus vem de Temã, e do monte Parã vem o Santo. A sua glória cobre os céus, e a terra se enche do seu louvor.4 O seu resplendor é como a luz, raios brilham da sua mão; e ali está velado o seu poder. (Ele está mostrando a vinda do Senhor em glória, mas antes Dele vir em glória há um precursor que vem primeiro) 5 Adiante dele vai a peste, e a pestilência segue os seus passos. 8 Acaso, é contra os rios, SENHOR, que estás irado? (recordam aquela trombeta que cairá sobre a terceira parte dos rios?) É contra os ribeiros a tua ira ou contra o mar, o teu furor, já que andas montado nos teus cavalos, nos teus carros de vitória?” Aqui você vê que no contexto da vinda do Senhor e do julgamento do Senhor aparecem estes cavalos cavalgando. “Montou em seus cavalos, e em seus carros de vitória?”

Agora, há um versículo interessante que o deixei para o final porque este nos ajuda e vamos ler diretamente. Salmo 91; esse Salmo que o diabo usou para tentar ao Senhor; de todas maneiras é inspirando quando o separamos da intenção e manipulação do diabo. O versículo 6 fala de mortandade. Olhem a promessa do Senhor ao que mora em sua presença, aquele que vive em sua presença; diz: “4 Cobrir-te-á com as suas penas, e, sob suas asas, estarás seguro; a sua verdade é pavês e escudo. 5 Não te assustarás do terror noturno, nem da seta que voa de dia, 6 nem da peste que se propaga nas trevas, nem da mortandade que assola ao meio-dia”. Este cavalo é o quarto, não é o primeiro; Deus envia primeiro o evangelho. O Senhor ascendeu, derramou seu Espírito, enviou a sua Igreja, enviou a seus servos e as pessoas deviam receber ao Senhor, Sua palavra; mas não o receberam, mas sim perseguiram a Seu povo; então vem a guerra. Por quanto afligiram ao povo do Senhor, Deus os aflige a eles; vem a guerra; depois da guerra vem a fome; Deus tratando com a humanidade para derrubar todo outro reino que não se sujeite a seu Filho. Ele está sentado à mão direita do Pai para pôr a andar o programa de Deus; primeiro é o evangelho, mas as pessoas não o recebem, então Deus usa a guerra não para destruir só, a não ser para chamar a atenção.

Acabamos de ler que Ele permite a mortandade para que as pessoas se voltem para Deus; mas se não se voltam, o cavalo segue cavalgando, o vermelho, se não volta negro, digamos assim, e depois do negro se volta o amarelo; não é que voltem, são quatro diferentes, mas quero dizer sobre a sucessão das coisas, amém?

CAMINHOS DE MORTE

Agora vamos ver com respeito à morte uns versículos que são importantes. Está em Provérbios 12:28, também neste contexto para ser guardados da mortandade. A Provérbios 12:28 o relacionamos com o Salmo 91. “No caminho da justiça está a vida; e em seus caminhos não há morte”. Porque assim como a Bíblia fala de sombra de morte, laços de morte, portas da morte, ondas da morte, também fala dos caminhos da morte. “Há caminho que ao homem lhe parece direito, mas seu fim é caminhos de morte” (Pv. 14:12). A Bíblia fala dos caminhos da morte; mas para não seguir os caminhos da morte, diz aqui que no caminho da justiça está a vida, e em seus caminhos, os da justiça, não há morte; qualquer outra coisa que sigamos menos a Cristo que é a justiça de Deus, qualquer outra coisa distinta de Cristo como a justiça de Deus, é morte.

CRISTO NOS LIVRA DA MORTE

Vamos ao Novo Testamento para enriquecer isto também; ao evangelho segundo São João 8:51-52; neste contexto do cavalo da morte e destas mortandades dois versículos são um consolo de Deus, e temos que nos agarrar por eles porque certamente esses três cavalos já estão cavalgando na terra e cavalgarão cada vez mais fortes para as trombetas e as trombetas para as taças. Então em João 8:51-52 fala o próprio Senhor Jesus, e diz: “51 Em verdade, em verdade vos digo, que o que guarda minha palavra, nunca verá morte.

52 Então os judeus lhe disseram: Agora conhecemos que tens demônio. Abraão morreu, e os profetas; e você diz: quem guarda minha palavra, nunca sofrerá morte”. Você diz; o que diz o Senhor? que guarda minha palavra nunca sofrerá morte. Então, que formosas estas palavras frente a este cavalo, não? Se seguirmos ao Senhor não há necessidade do outro, mas se não o seguimos fielmente ou se o mundo de maneira nenhuma lhe seguir, Deus permite que cavalgue a guerra, que cavalgue a fome, que cavalgue a peste, a morte, e lhe segue o Hades; mas há outro instrumento que Deus usa e que vamos analisar agora.

AS FERAS DA TERRA

Também tenho uma série de versículos que os vou ter que dizê-los rapidamente porque não tenho tempo para lê-los. Aqui aparece no capítulo 6 de Apocalipse no versículo 8 outro detalhe: Com as feras da terra. “E olhei, e eis um cavalo amarelo e o seu cavaleiro, sendo este chamado Morte; e o Inferno o estava seguindo, e foi-lhes dada autoridade sobre a quarta parte da terra para matar à espada, pela fome, com a mortandade e por meio das feras da terra”.

Este livro resume todo o programa de Deus; quando neste livro terminam de ser aberto os sete selos, os reino do mundo chegaram a ser de Deus e de seu Cristo; ou seja que o Senhor se senta à destra do Pai, e começa a jogar adiante seu programa e começam a acontecer estas coisas; mas uma coisa que sempre Deus usou no julgamento junto com a espada, junto com a fome e a pestilência, são as feras, as bestas ferozes da terra, e às vezes até os insetos. Então, quero lhes mostrar uns versículos para que meus irmãos vejam como Deus usou repetidas vezes diversas classes de animais para julgar o pecado.

Não podemos passar por estes versículos corrido. Aqui diz que Deus utiliza o cavalo da morte com as bestas da terra; hoje se enfatiza muito a ecologia e se está deixando a todas as feras livres, mas eu estou dizendo para que estão ficando livres essas feras.

Vamos ver esses versículos que falam das feras da terra. Em primeiro lugar, vamos ver os versículos, além de Gêneses, onde diz que Deus no quinto dia fez os peixes do mar, os animais marinhos e certas aves marinhas; e no sexto dia, além disso do homem, fez as bestas da terra que se movem sobre a terra, as serpentes, etc. e também aves da terra. Há, pois, outros versículos que quero que os leiamos. Por exemplo, Jeremias 27:5; vamos ler o antes de ver como Deus utiliza os animais para julgar. Jeremias 27:5 diz assim: “Eu fiz a terra, o homem e os animais que estão sobre a face da terra, pelo meu grande poder e com o meu braço estendido, e os dou (dava a terra, dava a face da terra) a quem me agrada”. Deus reparte a terra às diferentes espécies, e às vezes, assim para benzer, Deus afasta as feras, para castigar permite que as feras venham.

Leiamos também o Salmo 50:10-11: “10 Pois são meus todos os animais do bosque e as alimárias aos milhares sobre as montanhas.
11 Conheço todas as aves dos montes, e são meus todos os animais que pululam no campo”. Aqui o Senhor está declarando que Ele é o Senhor de tudo, que Ele fez tudo e que Ele conhece tudo, como disse o Senhor Jesus: “Não se vendem dois pardais por um asse? Contudo, nenhum deles cai a terra sem a vontade de meu Pai” (MT. 10:29); ou seja que a vontade soberana de Deus está no controle dos animais da terra.

Agora, vamos ver uns versículos que falam de quando o Senhor abençoa através dos animais; os versículos das bênçãos, ou seja, que se formos fiéis ao Senhor, o Senhor nos abençoa em relação com os animais. Vão ler alguns deles em Levítico, onde aparecem as bênçãos. Levítico 26:6; no versículo 3 diz as razões: “3 Se andardes nos meus estatutos, guardardes os meus mandamentos e os cumprirdes, Estabelecerei paz na terra; deitar-vos-eis, e não haverá quem vos espante; farei cessar os animais nocivos da terra, e pela vossa terra não passará espada”. Observem: Deus afasta a espada, afasta as bestas da terra, se seu povo lhe for fiel.

Outro verso nesse mesmo sentido está no Jó 5:22. Estas são palavras do Elifaz temanita; no contexto fala dos fiéis; se lerem todo o capítulo vêem que Elifaz temanita está falando no contexto dos fiéis. Ele diz no verso 22: “22 Da assolação (aí está a espada, o segundo cavalo) e da fome (terceiro cavalo) te rirás, e das feras da terra não terás medo (quarto cavalo); 23 Porque até com as pedras do campo terás a tua aliança, e os animais da terra viverão em paz contigo”. Se for fiel, Deus até com as feras fez pacto. Quando diz: “até com as feras”, quer dizer que não são só as pedras, quer dizer que até com os animais, mas até com as feras. Com os seres mortos, quanto mais com os seres viventes, amém?

Leiamos o Salmo 74:19; é de Asaf. Diz assim uma oração: “Não entregues às feras a alma da tua pombinha; não te esqueças para sempre da vida dos teus aflitos”. Esta oração de Asaf inspirada pelo Espírito Santo está confessando a soberania de Deus; é Deus o que entrega às feras ou o que mantém as feras longe; embora isto tem também um sentido espiritual. Um último versículo neste mesmo sentido: Isaías 35:9; ali diz o Senhor falando do futuro glorioso do Sião: “Ali não haverá leão, animal feroz não passará por ele, nem se achará nele; mas os remidos andarão por ele”. Neste mesmo sentido diz Ezequiel 34:25,28: “25 Farei com elas aliança de paz, (vem falando dos redimidos, das ovelhas) e acabarei com as bestas-feras da terra; seguras habitarão no deserto e dormirão nos bosques.

28 Já não servirão de rapina aos gentios, e as feras da terra nunca mais as comerão; e habitarão seguramente, e ninguém haverá que as espante”. Esses são os versículos positivos para os fiéis; o Senhor pôs primeiro a andar o cavalo branco; ah! mas não querem, então vem o amarelo, o pálido, o lívido, o clorós, o hippos clorós [ίππος χλωρός], cavalo amarelado; então vêm os seguintes versículos.

INVASÕES DE ANIMAIS

Vou lhes dizer os versículos onde Deus utiliza distintas classes de animais para julgar. Não temos tempo de ler todos, mas vou dizer os animais que Deus usou e usará para julgar. Já vimos que se formos fiéis, o Senhor faz pacto conosco mantendo as feras em seu lugar e estando em paz com eles, como no Milênio; o menino brincará com a víbora, a ovelha comerá pasto com o leão, mas isso é no Milênio; para os finais da terra é diferente. Em Êxodo 23:28, Deus julga com vespas, Deus utiliza as vespas para julgar. No Salmo 78:45, Deus utiliza às moscas para julgar, às rãs, às larvas e os gafanhotos. Não viram nos noticiários que agora há invasão de gafanhotos na Sibéria? Terrível! Deus utiliza estes animais: moscas, rãs, larvas e gafanhotos para julgar. Deus utiliza às serpentes para julgar.

Números 21:6, Zalmona (serpentes ardentes); o povo se desanimou, não quiseram seguir ao Senhor e Jeová enviou serpentes ardentes que os atacavam. Deus utiliza serpentes. Deus utilizou os ursos para julgar. 2 Reis 2:24; recordam aqueles que zombavam de Eliseu, que se iam atrás dele, que lhe diziam: calvo, calvo? Então o que lhes aconteceu? Saíram duas ursas e tomaram conta deles; ursos que Deus usa para julgar.

Em 2 Reis 17:25, Deus usa leões para julgar; diz que com ocasião do cativeiro do reino do norte, de Israel, o povo do Senhor foi tirado de Samaria, e o rei da Assíria trouxe os habitantes da Assíria para morar naqueles lugares, e como eles não seguiam ao Senhor, vinham leões e os visitavam e os devoravam de maneira que começaram a dizer: O que acontece, por que há leões? Até que lhes acendeu a lâmpadazinha; porque esta gente que veio da Assíria, da Babilônia, não guardam as palavras do Deus desta terra; então mandaram a chamar os sacerdotes para que lhes ensinasse a lei, e para que os deixassem em paz; foi no tempo da origem dos samaritanos. Deus julga também com leões.

Jeremias 15:3. Deus julga com cães; agora a raça dobermann. Vamos ler o não Jeremias 15:3. Diz o Senhor: “Porque os punirei com quatro sortes de castigos, diz o SENHOR: com espada para matar, com cães para os arrastarem e com as aves dos céus e as feras do campo para os devorarem e destruírem”. Castigo do Senhor: “cães para os arrastarem e com as aves dos céus e as feras do campo para os devorarem e destruírem”. Podemos ler também sobre as aves e as feras. Jeremias 12:9: “Acaso, é para mim a minha herança ave de rapina de várias cores contra a qual se ajuntam outras aves de rapina? Ide, pois, (diz Deus às aves de rapina) ajuntai todos os animais do campo, trazei-os para a devorarem”. Deus convoca às feras para devorar aos infiéis.

Vamos seguir vendo Jeremias 16:4:: “Morrerão vitimados de enfermidades; (aí está o cavalo amarelo) e não serão pranteados, nem sepultados; servirão de esterco para a terra. A espada (cavalo vermelho) e a fome (cavalo negro) os consumirão, e o seu cadáver servirá de pasto às aves do céu e aos animais da terra” Quarto cavalo: “e o seu cadáver servirá de pasto às aves do céu e aos animais da terra”. Jeremias 19:7: “Porque dissiparei o conselho de Judá e de Jerusalém neste lugar e os farei cair à espada diante de seus inimigos e pela mão dos que procuram tirar-lhes a vida; e darei o seu cadáver por pasto às aves dos céus e aos animais da terra”. Deus segue falando nesse mesmo sentido.

Vamos ver agora a Ezequiel 5:17: “Enviarei sobre vós a fome, (cavalo negro) e bestas-feras que te desfilharão; a peste (aí está o cavalo amarelo) e o sangue passarão por ti, e trarei a espada sobre ti (cavalo vermelho). Eu, o SENHOR, falei”. Sigamos em Ezequiel 14:15,21. O 15 diz: “Se eu fizer passar pela terra bestas-feras, e elas a assolarem, que fique assolada, e ninguém possa passar por ela por causa das feras;16 tão certo como eu vivo, diz o SENHOR Deus, ainda que esses três homens estivessem no meio dela, (quais três? Noé, Daniel e Jó) não salvariam nem a seus filhos nem a suas filhas; só eles seriam salvos, e a terra seria assolada”. Nem aos filhos de Noé, de Jó e de Daniel, Deus livraria das feras se não fossem fiéis; eles se livrariam, mas não suas famílias se forem infiéis. Coisa delicada! O versículo 21 também diz o mesmo: “Porque assim diz o SENHOR Deus: Quanto mais, se eu enviar os meus quatro maus juízos, a espada, a fome, as bestas-feras e a peste, contra Jerusalém, para eliminar dela homens e animais?”

PAÍSES AFETADOS PELO JULGAMENTO DAS FERAS

Agora, vou chamar lhes a atenção a algo. Vocês o podem voltar a ver aqui em Apocalipse 6:8: “e foi-lhes dada autoridade sobre a quarta parte da terra”. Deus não deu potestade a este cavalo sobre toda a terra, a não ser sobre a quarta parte; ou seja que há uma quarta parte da terra onde se concentrará principalmente o julgamento de espada, de mortandade, de fome, de pestilência e destas feras da terra; em qualquer parte pode acontecer, mas Deus mencionou alguns lugares específicos, porque aqui mencionou em geral o julgamento; primeiro para com o Israel infiel; mas Deus mencionou algumas nações específicas profeticamente às quais o julgamento das feras lhes viria; embora este cavalo cavalga em geral na história da Igreja, em toda a história da humanidade, desde Cristo para cá; claro que antes também, mas agora Cristo diz de que maneira as coisas vão ser submetidas a seus pés; diz que a quarta parte será açoitada; então vamos ver quais são as regiões específicas onde Deus lhes enviará julgamento específico de feras. Claro que isso pode acontecer em qualquer parte; quanto mais acontecerá especialmente onde Deus o mencionou de maneira específica?

Além do Israel infiel, Deus mencionou especificamente ao Egito, a Etiópia e a Gogue; esses são os três lugares que estão destinados a maior proliferação de feras: Egito, Etiópia e Gogue. Claro que quando a Bíblia chama Etiópia, não é o que hoje é o país de Etiópia, que está dividido entre Eritréia, Sudão, mas sim se refere à África negra, que é o que se chama Cus de Etiópia; daí surgiram as outras nações, e justamente ali há muitas feras, verdade? E lá justamente é onde estão os maiores parques naturais. Bom, os estão criando para o tempo do fim.

PROFECIAS CONTRA O EGITO

Vamos ver quais são esses versículos do Egito, Etiópia e Gogue. Com respeito a Jerusalém e Judá, que foram infiéis, mas isso já o fez.

Segundo o Egito, e então Etiópia ou o África negra e Gogue, ou seja Rússia; os países do norte da Europa e do Norte da Ásia. O do Egito o podemos ver em Ezequiel 29; todo o capítulo 29 são profecias contra Egito. No versículo 5 diz: “5 Lançar-te-ei para o deserto, a ti e a todo peixe dos teus rios; (sabem vocês que a nova era provém do Egito? Exatamente é a religião de Isis e Osíris, que é a base da nova era) sobre a face do campo cairá; não será recolhido, nem será juntado; às feras da terra e às aves do céu dei por comida. 6E saberão todos os moradores do Egito que eu sou Jeová, por quanto foram bastão de cano à casa do Israel”. Aí explica as razões: foram bastões de cano a Israel. Israel em vez de apoiar-se em Deus quis apoiar no Egito como em um cano; quebrou-se o cano e se enterrou o cano. “Às feras da terra e às aves do céu dei por comida”.

Também no Ezequiel 32:4, fala Deus ao Egito. Todas as profecias dos capítulos 29, 30, 31, 32 de Ezequiel, são profecias contra Egito; e no capítulo 32:4, Deus segue falando com o Egito. Para constatar que é do Egito que fala, olhem o que diz o verso 2: “Filho de homem, levanta lamentos sobre Faraó rei do Egito”. Todo, do 29 até o 32, são profecias sobre o Egito; mas no 4 diz: “Então, te deixarei em terra, (notem, confirmando a outra profecia) no campo aberto, te lançarei e farei morar sobre ti todas as aves do céu; e se fartarão de ti os animais de toda a terra”. o Egito, de maneira específica, é mencionado para julgamento com feras.

PROFECIAS CONTRA A ETIÓPIA

O da Etiópia podemos ver em Isaías 18:6; quando a Bíblia fala de Etiópia se refere àquela raça dos negros fortes, dos etíopes, dos cusitas que agora são várias nações; naquele tempo se chamavam os etíopes. Diz o versículo 6: “E serão deixados todos para as aves dos Montes e para as bestas da terra; sobre eles terão o verão as aves, e hibernarão todas as bestas da terra”. Coisa delicada! Mas quem está falando aqui? Deus; por isso não podemos passar essas frases das bestas da terra assim tão rápido, temos que as seguir com cuidado.

PROFECIAS CONTRA GOGUE

E o de Gogue. Vamos a Ezequiel 39. Gogue é como dizer o líder da Rússia e os países associados com a Rússia. Têm um plano para vir contra Israel; então Deus tem um castigo por ter planejado esse plano; e vamos ver isso aqui no capítulo 39:4,17. No 1 diz: “1 Tú, pois, filho de homem, profetiza contra Gogue”. Já sabem que Gogue é a cabeça dos reino do norte; Magogue é um dos filhos de Jafé que povoaram o que hoje é a Rússia; os irmãos do Magogue foram Mesec, que hoje é Moscou, e Tubal, que hoje é Tobolks. Então diz aqui no verso 4: “Sobre os Montes do Israel cairá você e todas suas tropas, e os povos que foram contigo; a aves de rapina de toda espécie, e às feras do campo, dei-te por comida”. Não para que eles comam feras, mas sim para que as feras os comam a eles; e no versículo 17 segue falando a mesma profecia, assim: “17Y você, filho de homem, assim há dito Jeová o Senhor: Dava às aves (Ezequiel tinha que falar com as aves: aves, em nome de Deus; Ezequiel, você, você dava às aves) e a todos os animais do campo: Ajuntai-vos e vinde, ajuntai-vos de toda parte para o meu sacrifício, que eu oferecerei por vós, sacrifício grande nos montes de Israel; e comereis carne e bebereis sangue.18 Comereis a carne dos poderosos e bebereis o sangue dos príncipes da terra, dos carneiros, dos cordeiros, dos bodes e dos novilhos, todos engordados em Basã.19 Do meu sacrifício, que oferecerei por vós, comereis a gordura até vos fartardes e bebereis o sangue até vos embriagardes.20 À minha mesa, vós vos fartareis de cavalos e de cavaleiros, de valentes e de todos os homens de guerra, diz o SENHOR Deus”. Coisa bastante séria, verdade, irmãos? Profecias do Senhor.

CONVOCAÇÃO EM ISAÍAS

Vejamos esta convocação de Deus em Isaías 56:9, que diz: “Vós, todos os animais do campo, todas as feras dos bosques, vinde comer”. Isso está dizendo Deus. Agora, vocês dizem: Irmão Gino, mas você está lendo todo do Antigo Testamento. Bom, então vamos ver no Novo. Vamos a Apocalipse; não é este que estamos lendo do 6, a não ser mais adiante; porque todo o Apocalipse consuma a Bíblia. Apocalipse 19:17,18,21: “17 Então, vi um anjo posto em pé no sol, e clamou com grande voz”. Que coisa! Um anjo no sol; parece que fora uma questão ecológica, verdade? Calor, úlceras; claro, isso tem repercussões na natureza, na ecologia “Então, vi um anjo posto em pé no sol, e clamou com grande voz, falando a todas as aves que voam pelo meio do céu: Vinde, reuni-vos para a grande ceia de Deus,18 para que comais carnes de reis, carnes de comandantes, carnes de poderosos, carnes de cavalos e seus cavaleiros, carnes de todos, quer livres, quer escravos, tanto pequenos como grandes”. depois de falar da destruição da besta e do falso profeta, diz o verso 21: “Os restantes foram mortos com a espada que saía da boca daquele que estava montado no cavalo. E todas as aves se fartaram das suas carnes”. Que coisa séria, verdade, irmãos?

Vamos ler Oséias 13:8: “Como ursa, roubada de seus filhos, eu os atacarei e lhes romperei a envoltura do coração; e, como leão, ali os devorarei, as feras do campo os despedaçarão”. Então, notem como Deus explica sobre as feras devorando; é uma linguagem de Deus tratando com as fibras do coração da gente. Volto a ler o versículo para que vejam que essa permissão que Deus dá a estes animais para destruir é uma linguagem que Deus está utilizando para converter nosso coração. Volto e leio: “Como ursa, roubada de seus filhos (o Senhor se compara como uma ursa que perdeu seus filhos; Ele criou e a gente foi; como disse João sobre Jesus: “Veio para o que era seu, e os seus não o receberam” [Jo. 1:11]; então o que faz a ursa?) eu os atacarei e lhes romperei a envoltura do coração; e, como leão; (o Senhor se compara como uma ursa e como um leão) as feras do campo os despedaçarão”. Quando as feras despedaçam, isso quer dizer que Deus está atuando como uma ursa que lhe tiraram seus filhos, Amém? Ou como o que diz aqui, como leão que rasga as fibras de seu coração. O coração é duro; não está com Deus, Deus perdeu seus filhos como a ursa perdeu os seus; então Deus tem que atuar desta maneira para tratar com as fibras de nosso coração; terá que entender a Deus, por que Deus permite estas coisas tão terríveis,
Salmo 79:2; ali há outra razão divina; também está em Salmo 80:13, vamos ler os dois juntos porque estão relacionados. No 79:2 Deus diz o que fizeram estas nações; do 1: “1 Ó Deus, as nações invadiram a tua herança, profanaram o teu santo templo, reduziram Jerusalém a um montão de ruínas. 2 Deram os cadáveres dos teus servos por cibo às aves dos céus e a carne dos teus santos, às feras da terra. 3 Derramaram como água o sangue deles ao redor de Jerusalém, e não houve quem lhes desse sepultura”. Aqui Deus está dizendo o que as nações fizeram com seu povo; antigamente com o Israel e também no Novo Testamento com a Igreja. Nos jardins de Nero queimavam aos Santos vivos como tochas, iluminavam os jardins do imperador com tochas vivas; Santos queimados e logo deixavam que as aves os comessem; os homens fizeram isto primeiro; então Deus lhes pagará com a mesma moeda.

Olhemos em Salmos 80:13; estes dois versos têm que ir juntos. Vem falando da vinha do Senhor, e diz: “O javali da selva a devasta, e nela se repastam os animais que pululam no campo”. Por quanto fizeram isto com seus pequeninos, então Deus diz a esse cavalo amarelo: Erkou, anda, cavalga; e por isso cavalga; Deus dá razões na Bíblia.
Vou terminar com um verso, porque não posso ler todos.

Deuteronômio 32:24,25, que aparece nessa oração final de Moisés; aparece no cântico de Moisés. Diz: “24 Consumidos serão pela fome, devorados pela febre e peste violenta; e contra eles enviarei dentes de feras e ardente peçonha de serpentes do pó.25 Fora devastará a espada, em casa, o pavor, tanto ao jovem como à virgem, tanto à criança de peito como ao homem encanecido”. Deus dá as razões no contexto da passagem, e é a infidelidade.

UMA RÁPIDA RECONTAGEM

Façamos uma rápida recontagem para terminar. Que animais envia Deus? Vespas, moscas, rãs, larvas, gafanhotos, serpentes, vespões, que não o lemos e está em Josué 24:12, ursos, leões, cães, aves, bestas ferozes; tudo isso envia o Senhor; e logo outra coisa que devemos ter em conta: porquê Deus permite mortandade? Por que razões? Por irritá-lo, por não lhe acreditar, por prevaricar, por chamar a maldição, pela maldade de Baal-peor, por olhar na arca, pela idolatria, pelos desejos desordenados. Para que a permite? Para que as pessoas se voltem para Deus. Essas são as coisas que precisamos ter claras.

Outro resumo: a quarta parte da terra será julgada principalmente com isso; isto pode vir em qualquer parte, mas Deus mencionou quatro nações específicas às que lhes aconteceria: primeiro, Israel mesmo; Deus tratou com o Israel assim por lhe ser infiel.

Segundo, com o Egito; terceiro com Etiópia; quarto com o Gogue. Então quando diz aqui: a quarta parte da terra, já sabemos a que se está referindo. Então, leiamos o versículo para terminar já com todos os versos que lemos; vão ficar com mais sentido estes dois versículos. Apocalipse 6:7-8: “7 Quando o Cordeiro abriu o quarto selo, (quando o Cordeiro o abriu) ouvi a voz do quarto ser vivente dizendo, (aquele que era como uma águia voando, aquele que vê além do que se vá a primeira vista) que dizia: Vêem (ou ide, ou anda, ou põe-se a andar, erkou). 8 E olhei, e eis um caval clorós, (verde pálido, amarelado, lívido) e o que o montava tinha por nome Morte, (tánatos) e o Hades lhe seguia; (isso será, mediante Deus, tema do próximo capítulo) e foi dada potestade (a este cavalo da morte) sobre a quarta parte da terra, (durante os selos é apenas a quarta parte; nas trombetas é a terceira parte, e se você vir já para as taças, que está também em Zacarias, as duas terceiras partes da terra; só um terço sobreviverá; e aqui diz que ao quarto cavalo foi dada potestade sobre a quarta parte da terra) para matar com espada, com fome, com mortandade e com as feras da terra”.

Eu penso que todos estes versos que lemos, embora saltemos alguns, depois vocês os que tomaram nota revisem-nos em suas casas, porque é necessário ver todas as coisas juntas para entender ao Senhor e para entender a palavra e não estar sonolentos. O Senhor vos abençoe. Obrigado, Senhor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário